Google forçada a dar mais opções de escolha aos utilizadores Android na Europa

10-06-2021

Em 2018, a Google foi multada pela União Europeia em 4,3 mil milhões de euros por práticas anti-concorrência com o seu motor de busca. Isto obrigou a empresa a oferecer mais opções aos utilizadores quando estes configuram o seu smartphone Android.

Alertada por algumas empresas que o sistema implementado continua a ser injusto, a União Europeia impôs novas condições à Google. Com efeito, os utilizadores europeus passarão a ser brindados com até 12 motores de pesquisa para o seu novo smartphone.

Google impedida de cobrar pela presença na lista de opções de motores de busca no Android

O sistema que a Google implementou após a multa da UE contemplava apenas três opções pré-estabelecidas num processo de licitação selado. Nela constavam, além do motor da Google, os semelhantes da Yahoo, Bing e DuckDuckGo.

Esta prática alertou outros concorrentes para a injustiça que o processo continua a ser. Preocupações levadas junto da União Europeia que obriga agora a Google a implementar um novo sistema mais justo e transparente.

Motores de busca Android

Tal como pode ler-se no blog oficial da Google, o novo sistema deixará de cobrar pela presença nesta lista de opções. Os motores de busca poderão candidatar-se de forma gratuita, porém, com algumas condicionantes.

Apenas motores de busca generalizados serão permitidos e terão de possuir uma aplicação dedicada na Play Store. O último ponto é importante, pois seja qual for o motor que escolhas, a sua app será automaticamente instalada no teu smartphone Android.

Feita a escolha do teu motor de busca predileto, este passará a correr as tuas pesquisas quer no Android, quer no teu browser de eleição. Mesmo que queiras usar o Chrome, mas o Bing como motor de busca, o último será definido como principal no browser da Google.

A nova lista de opções para motor de busca começará a aparecer aos utilizadores Android a partir de 1 de setembro. Vale relembrar que estas alterações apenas terão efeito nos modelos comercializados na Europa e no Reino Unido.

(4gnews)

Desenvolvido por: Suporte Informatica