O seu antigo número de telemóvel pode ser usado para pirateá-lo

12-05-2021

O seu antigo número de telemóvel pode ser usado para pirateá-lo, caso este ainda esteja associado a contas em sites ou redes sociais.

Embora milhões de números de telemóvel sejam desconectados todos os anos, um novo estudo descobriu que a maioria deles continua associado ao proprietário. Isto faz com que o seu antigo proprietário fique suscetível a uma série de ataques.

Investigadores da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, analisaram 259 números de telemóvel disponíveis para novos clientes em duas das principais operadoras norte-americanas e descobriu que 171 ainda estavam vinculados a contas existentes em sites populares, criando sérios problemas de privacidade.

Desta forma, é possível piratear uma conta, desde que você tenha acesso a um número de telemóvel associado a ela, escreve a VICE. Outros estudos já tinham descoberto que a troca de números abre portas a assédio, abusos de privacidade e marketing indesejado.

Reutilizar números de telemóvel é uma prática recorrente não apenas nos Estados Unidos, mas em vários outros países.

“Em operadoras que permitem que os números completos sejam visualizados — seja durante a inscrição ou mudança de número — um invasor pode ‘patrulhar’ um número procurando contas vinculadas e histórico do proprietário, tudo antes de obter o número reciclado”, explicam os autores, Kevin Lee e Arvind Narayanan.

Assim, as pessoas visadas ficam sujeitas a vários ataques: indexação de informações de identificação pessoal (o uso de serviços de pesquisa de pessoas e números de telemóvel para recolher informações pessoais adicionais), ataques de phishing, ataques de negação de serviço (DoS Attack) e invasões de conta com ou sem redefinição de senha autorizada.

“Descobrimos que as interfaces online em questão impunham poucas restrições à capacidade do adversário de navegar e obter números anteriormente usados para exploração”, concluem os autores.

Os investigadores contactaram algumas das operadores, que atualizaram o seu serviço de apoio ao cliente com novas informações após terem sido avisadas deste perigo. Lee e Narayanan consideram o esforço insuficiente.

Além disso, alertaram que os utilizadores devem transferir o seu número de telemóvel existente ao trocar de dispositivo ou armazenar números que eles não estão mais interessados em usar em serviços como o NumberBarn ou um serviço de voz na Internet como o Google Voice.
(ZAP)

Desenvolvido por: Suporte Informatica