Amazon lucrou mais durante a pandemia do que nos últimos três anos. Qual é o espanto?

2-05-2021

Foi ontem que a Amazon apresentou os resultados operacionais do primeiro trimestre de 2021, dados que já permitem saber quanto dinheiro fez a gigante das vendas online ao longo de um ano de pandemia.

Num ano como nenhum outro das nossas vidas coletivas, se por um lado os resultados obtidos pela Amazon causam espanto, por outro não surpreendem.

Feitas as contas, de abril do ano passado até ao final de março deste ano, a Amazon acumulou um lucro de 22 mil milhões de euros. Um valor que é superior ao lucro acumulado ao longo dos três anos anteriores. Entre 2017 e 2019 a Amazon fez vinte mil milhões de euros.

É uma proporção que se mantém quando se comparam os resultados obtidos nos primeiros três meses de 2021, face ao mesmo período em 2020. Um trimestre, que tirando os últimos dias de março, foi relativamente tranquilo em termos de pandemia.

Também aí o valor em causa é o triplo. O lucro este ano foi de 6,7 mil milhões de euros, o que compara com os dois mil e pouco nos primeiros três meses de 2020.

São apesar de tudo resultados mais ou menos esperados. Era fácil antever que a Amazon iria ser das empresas que melhor se iria dar num mundo em pandemia. A companhia até já alargou os seus negócios para muitas outras áreas, mas o comércio eletrónico continua a ter um grande peso e neste ano, a sua importância foi fundamental.

Segundo um comunicado da administração da empresa, entre os produtos cuja venda mais cresceu nos últimos meses, quando comparada com tempos anteriores, estão os artigos de mercearia e produtos de limpeza.
(TSF)

Desenvolvido por: Suporte Informatica