O que muda no novo iMac 2021?

1-05-2021

Não são apenas mais cores e design mais fino, houve um grande salto em desempenho. Confira tudo que melhorou no iMac 2021 em relação a geração passada.

Depois de uma década em que o iMac manteve seu design externo, a Apple resolveu revolucionar. O novo iMac 2021 traz consigo inúmeras tecnologias de ponta em um design inovador.

O que muda no novo iMac 2021?


Que o iMac precisava de uma cara nova, todos sabíamos. Com mais de uma década mantendo a mesma aparência, exceto por uma pequena perda de peso, além de 7 cores diferentes, com dois tons cada.

As cores disponíveis são azul, verde, rosa, prata, amarelo, laranja e roxo, e elas não estarão disponíveis em todas as versões. No modelo mais básico com GPU de 7 núcleos e teclado padrão “somente” estará disponível em azul, verde, rosa e prata.





O iMac 2021 vem em uma série de 7 opções de cores. (Crédito: Apple)
O iMac 2021 vem em uma série de 7 opções de cores. (Imagem: Apple)

A evolução do iMac de 1998 até os dias atuais foi acelerada. Agora, o modelo atual revela uma tela muito bonita de 11,5 mm de espessura. Abriga na parte inferior todos os componentes do equipamento, desde a placa-mãe até o chip M1, passando pelos seis alto-falantes, câmera e microfones.

Este sistema de alto-falantes são de alta qualidade e contam com som espacial, além de um conjunto de microfones de qualidade de estúdio para uma rica experiência multimídia e chamadas de vídeo

Assim, a parte de trás é completamente plana, lembrando um iPad Pro. Sustentado por um estande, este novo iMac 2021 é uma conquista da engenharia e design da Apple.

Tela de 24 polegadas

O novo iMac estreia com uma tela de 24 polegadas. Para ser mais preciso, são 23,5 polegadas com uma resolução de 4.480 x 2.520 pixels, e um total de 11,3 milhões de pixels. Em outras palavras, a tela oferece uma resolução de 4,5K, ligeiramente superior ao modelo anterior de 21,5 polegadas.





iMac 2021 tem uma tela de 24,5 polegadas. (Imagem: Apple)
iMac 2021 tem uma tela de 24,5 polegadas. (Imagem: Apple)

Além da tecnologia True Tone, são 500 nits de brilho e gama de cores P3, além da redução significativa de três dos quatro quadros ao redor da tela. Na parte inferior foi mantido o tamanho, mas o logotipo da maçã desapareceu. Entretanto, na traseira ainda está o logo.

No quadro superior, a Apple integrou uma webcam com resolução de 1080p, integrada a um sistema de inteligência artificial que melhora significativamente a qualidade da imagem. Este sistema de AI analisa e melhora cada pixel para ajustar aspectos importantes como o balanço de brancos.

Como não poderia ser diferente, a Apple manteve seu compromisso com o meio ambiente desde o primeiro minuto com o iMac 2021, uma equipe que é feita de materiais reciclados e dispensa elementos perigosos quanto o arsênico.

Novo iMac com chip Apple Silicon M1

O chip Apple Silicon M1 tem chega para acabar com as restrições habituais de um processador convencional. Graças à sua nova arquitetura, ele é capaz de oferecer maior potência, mais autonomia e produzir menos calor no MacBook Air e MacBook Pro M1.

No entanto, nos computadores desktop não existem algumas dessas restrições, como o gasto de bateria. Mas neles, a dissipação de calor assume outra dimensão.

No iMac 2021, a Apple usou o mesmo chip encontrado nos mais modernos Macs e no novo iPad Pro. A aglutinação e miniaturização de todos os componentes deste chip permitiu um salto qualitativo no design, enquanto o desempenho é acionado e o calor é reduzido.





A família de computadores Apple com chip M1. (Imagem: Apple)
A família de computadores Apple com chip M1. (Imagem: Apple)

Assim, a Apple conseguiu as seguintes melhorias em relação ao modelo iMac da geração anterior:

  • CPU 85% mais poderosa que a geração anterior.
  • GPU até duas vezes mais poderosa.
  • Uma série de aplicativos de aprendizado de máquina até três vezes maior.

Com o salto para o SoC Apple M1, todos os principais componentes do iMac 2021 foram integrados em uma única placa lógica, que reduziu muito o espaço necessário e a solução de resfriamento necessária. Ao olhar os modelos atual e o anterior, podemos ver o quão grande foi esse salto.





À esquerda, o iMac 2020, e à direita, o iMac 2021. (Imagem: Apple)
À esquerda, o iMac 2020, e à direita, o iMac 2021. (Imagem: Apple)

Postas USB

Há uma pequena divisão nas portas entre diferentes modelos do iMac 2021. O modelo base inclui duas portas USB Type-C com suporte ao Thunderbolt 3, e o modelo step-up adiciona duas portas USB-C (estas duas sem suporte ao Thunderbolt), juntamente com um adaptador de energia compatível com Ethernet.

Ao contrário dos iPhones recentes, há um conector para fones de ouvido, mas como o chassi é muito fino para colocá-lo na parte de trás, a Apple o colocou lado esquerdo do display.





As quatro portas USB-C traseiras no iMac 2021. (Imagem: Apple)
As quatro portas USB-C traseiras no iMac 2021. (Imagem: Apple)

O iMac 2020 tinha duas portas USB-C e quatro portas USB Type-A tradicionais, uma entrada Ethernet e um slot para cartão SD, por isso existem algumas concessões de conectividade para o novo modelo slim.

A Apple provavelmente espera que valha a pena, e que os usuários continuaram a mudar para periféricos USB-C. O conector do fone de ouvido no modelo mais antigo estava localizado na parte traseira, com o resto das conexões.

Touch ID

O Touch ID chega ao iMac graças ao novo Magic Keyboard, que incorpora essa função em uma de suas teclas. Este teclado combina com a cor do iMac, assim como o novo Magic Mouse.

Fonte de alimentação externa

A fonte de alimentação é externa, e aparentemente se parece com o transformador de um MacBook, que não só economiza espaço no corpo terminal, mas permitirá reparos mais fáceis deste elemento.

Destaca-se a possibilidade de ter uma versão desta fonte com cabo ethernet, outro método de economia de espaço no corpo do computador que a Apple tirou da manga.

Especificações técnicas dos novos iMacs (2021)

Como sempre há pequenas alterações nas configurações ano a ano dos iMacs. Confira abaixo as especificações técnicas de acordo com a topologia de cada iMac (2021):

iMac de 21,5″ (2020) /24″ (2021) - Configuração de entrada (R$ 17.599)

  • Processador: M1 com 8 núcleos
  • Chip gráfico: M1 com 7 núcleos
  • Armazenamento: 256GB com slot para SSD
  • Memória RAM: 8GB
  • Tela: Retina com resolução 4.5K
  • Conexões: Duas portas Thunderbolt/USB 4
  • Acessórios: Magic Keyboard

iMac de 21,5″ (2020) /24″ (2021) - Configuração Intermediária (R$ 20.099)

  • Processador: M1 com 8 núcleos
  • Chip gráfico: M1 com 8 núcleos
  • Armazenamento: 256GB com slot para SSD
  • Memória RAM: 8GB
  • Tela: Retina com resolução 4.5K
  • Conexões: Duas portas Thunderbolt/USB 4, duas portas USB 3 e uma porta ethernet gigabit
  • Acessórios: Magic Keyboard com touch ID

iMac de 21,5″ (2020) /24″ (2021) - Configuração Topo de linha (R$ 22.599)

  • Processador: M1 com 8 núcleos
  • Chip gráfico: M1 com 8 núcleos
  • Armazenamento: 512GB com slot para SSD
  • Memória RAM: 8GB
  • Tela: Retina com resolução 4.5K
  • Conexões: Duas portas Thunderbolt/USB 4, duas portas USB 3 e uma porta ethernet gigabit
  • Acessórios: Magic Keyboard com touch ID

Preço, lançamento e disponibilidade do iMac 2021

O preço do iMac redesenhado 2021 e com a Apple Silicon ainda não é conhecido no Brasil, entretanto, podemos nos basear pelo valor em dólar. Porém, tenha em mente que no Brasil os preços sempre são maiores do que a conversão direta. Os preços são resumidos da seguinte forma:

(OfNet)

Desenvolvido por: Suporte Informatica