Professora castiga alunos que jogam «Pokémon Go» nas aulas com punições dentro do jogo

28-07-2016

Farta de ver os alunos a jogar «Pokémon Go» durante as aulas, uma professora encontrou uma forma eficiente de convencer os estudantes a largar o telemóvel.
A professora Amelia Carnagey, que lecciona em Abilene, no Texas, criou um sistema de punições que envolve castigos dentro do próprio jogo.

Os alunos recebem castigos cada vez mais severos sempre que são apanhados.

O poster que colocou na sala de aula (e no Facebook) não deixa margem para dúvidas. Ora veja:

Não se joga Pokémon Go nas aulas

1.º delito: Vou tirar-te o telemóvel e DESPERDIÇAR todas as tuas Pokebolas. Provavelmente num Pidgy ou num Rattata, mas vou falhar [de propósito], outra vez, e outra vez, e outra vez…

2.º delito: Depois de ter desperdiçado as tuas Pokebolas, vou usar o teu incenso e um ‘lucky egg’! Um Pokémon pode estar perto de ti, mas não terás maneira de o apanhar!

3.º delito: Vou transferir o teu mais raro e mais avançado Pokémon! Talvez até 2… ou 3! Um ‘candy’ em troca de um Dragonite 1453 CP… parece justo.
(Diariodigital)

Desenvolvido por: Suporte Informatica

cialis 10 mg effetti plavix e impotenza prometrium 200 come si usa clomid provoca corrimento orlistat venta peru controindicazioni del femara compare metformin to gliclazide risperdal fa male metoprolol tratament alternative naturali al clomid metoprolol succinate 100 mg ter antibiotico augmentin sospensione hot metoprolol toprol xl conversion cialis lo vendono in farmacia luvox period glucophage chromium picolinate viagra pepsi cola lasix in gravidanza voltaren retard prezzo metoclopramide ileus voltaren pastiglie senza ricetta panière allegra tupperware diflucan tempo azione voltaren generico prezzo effetti collaterali di finasteride kamagra nelle farmacie italiane cosa mangiare a cipro nord voltaren emulgel tendonitis voltaren gel blood sugar clindamycin molluscum contagiosum propecia cinsel voltaren tissugel