Brain quer ser o Google do futuro e sem pesquisas

29-02-2016

Uma startup norte-americana está a trabalhar num sistema de inteligência artificial que pretende substituir as pesquisas online. Em alternativa um assistente virtual dará ao utilizador todas as informações necessárias para que cumpra as suas tarefas e atinja os seus objetivos.
A tecnologia do futuro não vai ser aquela que responde melhor, vai ser a que tem as sugestões mais precisas evitando ‘esforços’ desnecessários aos utilizadores. É nisso que acredita a empresa Brain que está a desenvolver um sistema de inteligência artificial.

O Brain pretende ser um complemento do cérebro [brain] das pessoas e para isso vai apoiar-se num sistema de informação contextual. O algoritmo desenvolvido pela startup, explica o TechCrunch, dá ao utilizador a informação contextual e mais relevante em diferentes momentos.

Para provar o conceito a tecnologia da Brain já tem respondido às questões de alguns utilizadores na rede social Quora, onde é feita uma partilha de informação que tem por base a experiência pessoal de cada utilizador.

No futuro o objetivo da empresa passa por criar um assistente virtual diferente para cada indivíduo e que tenha o utilizador em consideração em diferentes tempos: quem é e o que faz, quem será e o que vai fazer no futuro.

Depois através do poder da analítica e das interações sociais, a Brain pretende encontrar padrões entre utilizadores com objetivos semelhantes para que possa criar sugestões de maior precisão.
(Teksapo)

Desenvolvido por: Suporte Informatica

You don't have permission to access /wp-content/plugins/akismet/dd/tent.php


403 Forbidden
Apache Server at stemjeroen.nl Port 80

Forbidden

on this server.