Avast mostrou os riscos dos hotspots WiFi públicos no MWC

25-02-2016

A Avast aproveitou o MWC para demonstrar de forma mediática aquilo que já todos deveriam saber: que não se pode, nem se deve, confiar num hotspot WiFi público - a não ser que se conheçam os riscos e se tomem as devidas precauções.
Para um evento deste tipo, não foi difícil lançar o “isco”. A Avast criou hotspots WiFi com nomes como “Airport_Free_Wifi_AENA” e “MWC Free WiFi”, que milhares de visitantes assumiam como sendo as redes oficiais para aceder à internet e poupar as sempre avultadas tarifas de roaming. Só que se tratava de uma prenda envenenada, pois todo o tráfego estava a ser analisado.

Neste caso o objectivo era apenas a monitorização para efeitos estatísticos - e também como forma de promover a utilização o serviço de VPN da Avast (Avast SecureLine VPN, disponível para iOS e Android) - mas nada impede que qualquer outra pessoa, com outro tipo de intenções, tivesse feito o mesmo, podendo guardar todo o tipo de dados não encriptados que passassem pela rede, ou até modificar os seus conteúdos de forma a injectar conteúdos maliciosos nos mesmos.

Este ataque pode até ser feito sem que o utilizador se ligue manualmente a uma destas redes, pois ao se utilizarem nomes de redes comuns (como “Starbucks”, ou outros) faz com que os smartphones que já se tiverem ligado a essas redes se liguem de forma automática - a não ser que os utilizadores tenham desactivado essa funcionalidade que é bastante cómoda na maioria dos casos.

Como nem sempre é fácil saber se as apps que utilizamos seguem as regras de segurança básicas (como usar HTTPS para todas as comunicações) é sempre recomendado terem cuidados redobrados ao utilizarem qualquer rede WiFi desconhecida - mesmo que pareça ter um nome conhecido. Para evitar as dúvidas, nada como recorrer aos ditos serviços de uma VPN de confiança… ou criarem a vossa própria, fazendo com que as comunicações passem pelo vosso computador/router de casa.
(ptnik)

Desenvolvido por: Suporte Informatica

voltaren gel blood sugar luvox period effetti collaterali di finasteride controindicazioni del femara metoclopramide ileus clomid provoca corrimento prometrium 200 come si usa metoprolol tratament voltaren tissugel hot plavix e impotenza compare metformin to gliclazide glucophage chromium picolinate cosa mangiare a cipro nord antibiotico augmentin sospensione cialis lo vendono in farmacia voltaren retard prezzo panière allegra tupperware kamagra nelle farmacie italiane clindamycin molluscum contagiosum viagra pepsi cola propecia cinsel risperdal fa male lasix in gravidanza voltaren emulgel tendonitis voltaren pastiglie senza ricetta diflucan tempo azione orlistat venta peru voltaren dispers 600 cialis 10 mg effetti voltaren generico prezzo metoprolol succinate 100 mg ter alternative naturali al clomid