Americanos ligam para a linha de emergência quando o Facebook está em baixo

29-01-2015

As redes sociais são uma necessidade diária para muitas pessoas. No entanto, ficar sem acesso ao Facebook ou ao Instagram ainda não é considerado um crime ou uma situação de emergência… Nem é caso para chamar a polícia. Mesmo assim, são diversas as chamadas que a linha de emergência norte-americana (911) recebe sempre que o Facebook fica em baixo.

A rede de Mark Zuckerberg teve problemas na terça-feira e o acesso ao Facebook esteve limitado durante cerca de uma hora. Tempo mais do que suficiente para uma operadora a trabalhar na linha de emergência na zona da Califórnia receber chamadas de cinco pessoas diferentes, a questionar os serviços sobre esta falha.

A operadora, que preferiu manter o anonimato, recorreu a um jornal local para pedir às pessoas para deixarem de telefonar por causa do Facebook.”Não temos nada que ver com o Facebook e, quando a rede social não está a funcionar, isso não é considerado uma emergência. As nossas linhas servem para atender chamadas de vida e morte… O Facebook pode ser importante para muita gente, mas se deixar de funcionar não vai ser um caso de vida ou morte”, relembra.

“Uma das pessoas até voltou a ligar só para me explicar que eu estava a ser rude ao dizer-lhe que isto não era uma emergência”.

Esta não foi a primeira vez que as linhas de emergência norte-americanas são usadas com este fim. Em agosto de 2014, foram tantas as chamadas recebidas por um polícia de Los Angeles que este decidiu desabafar via Twitter. “O Facebook não é uma questão policial. Por favor, não nos liguem porque a rede está em baixo, pois não sabemos quando voltará a estar online”, dizia.
(JN)

Desenvolvido por: Suporte Informatica

You don't have permission to access /wp-content/plugins/akismet/dd/tent.php


403 Forbidden
Apache Server at stemjeroen.nl Port 80

Forbidden

on this server.