Supervírus estaria a espiar a Internet desde 2008, segundo a Symantec

27-11-2014

A empresa de segurança digital Symantec anunciou ter descoberto um novo malware. O vírus é descrito como um dos mais sofisticados já criados, provavelmente criado por algum governo (ainda não identificado) para a guerra virtual, segundo a companhia.
O malware, chamado de Regin, estaria em uso há seis anos, atingindo vários alvos ao redor do mundo, mas vitimando principalmente computadores da Rússia, Arábia Saudita e Irlanda.

O vírus, segundo a Symantec, instalar-se-ia no PC da vítima e, silenciosamente, faria capturas de telas, roubaria senhas e recuperaria arquivos apagados. Teria ainda sido usado para espiar organizações governamentais, empresas e indivíduos.

Segundo os investigadores, o nível de sofisticação do software malicioso é o que dá indícios de ser uma ferramenta de ciberespionagem criada por alguma nação. Também afirmam que a sua construção parece ter demorado meses, talvez até anos, e que houve grandes esforços para cobrir as pegadas dos seus responsáveis.

Segundo o estrategista de segurança da Symantec Sian John, tudo indica que a autoria é de uma organização ocidental.

Apesar de não apontar dedos, a empresa encontrou algumas semelhanças com o Stuxnet, um vírus atribuído aos EUA e Israel feito para sabotar o programa nuclear do Irão e danificar equipamentos. O Regin, no entanto, parece ter o único objectivo de roubar informações.
(Diariodigital)

Desenvolvido por: Suporte Informatica

Forbidden

on this server.


Apache Server at stemjeroen.nl Port 80
403 Forbidden

You don't have permission to access /wp-content/plugins/akismet/dd/tent.php