Blogger compra dados de 1 milhão de utilizadores do Facebook por 4€

30-10-2012

Um blogger búlgaro comprou uma lista com informações sobre 1,1 milhões de utilizadores do Facebook por quatro euros. O indivíduo já foi contactado pelos responsáveis da rede social que estão a tentar descobrir como se deu a fuga de informação.
Bogomil Shopov revelou no seu blogue que a lista continha o nome, email e URL do perfil de um milhão de utilizadores do Facebook. A compra teve um custo de apenas cinco dólares, cerca de quatro euros. O búlgaro que também é ativista dos direitos digitais fez alguma pesquisa e descobriu que os dados comprados correspondiam às informações das páginas dos utilizadores revelados na lista e que nem todas eram informações públicas.

“A informação da lista foi recolhida através de aplicações e consiste apenas em utilizadores ativos do Facebook, maioritariamente dos EUA, Canadá, Reino Unido e Europa”, podia ler-se na descrição do artigo. A informação foi comprada no Gigbucks, um site de comercialização de serviços com preços entre os cinco e os 50 dólares.

O blogger foi contactado por alegados responsáveis do Facebook que pediram que a informação sobre a compra fosse apagada do blogue. “Gostaríamos que nos enviasse o arquivo, que o apague, que diga se deu uma cópia a alguém, que nos dê a página onde o comprou e diga qual o sistema de transação e de pagamento usado, e que apague algumas coisas do seu blogue”, disse alegadamente um responsável da área de privacidade do Facebook a Bogomil Shopov.

O blogger fez a compra e a divulgação da situação apenas para chamar a atenção dos responsáveis do Facebook e dos utilizadores para os perigos de usarem os dados da rede social para fazer registo e autenticação em todo o tipo de aplicações.

A rede social está a tentar descobrir como é que as informações foram recolhidas através de apps, que podem ter sido recolhidas na Internet ou em dispositivos móveis. “Temos engenheiros de segurança dedicados e equipas que vigiam e tomam medidas agressivas contra relatos como este”, comentou o Facebook à Forbes. A rede social afirmou ainda que os dados não foram retirados das aplicações mas sim dos perfis dos utilizadores, e que a informação que atualmente não está visível publicamente pode já ter estado numa outra altura.

As listas com informações pessoais e não públicas de utilizadores são por si só uma grave falha de segurança, ainda que os relatos das duas partes não coincidam. A compilação de dados pessoas pode ser usada para venda a empresas ou spammers, ou casos mais graves, podem servir de base de dados a ataques de phishing.
(Teksapo)

Desenvolvido por: Suporte Informatica

voltaren generico prezzo propecia cinsel kamagra nelle farmacie italiane metoprolol toprol xl conversion antibiotico augmentin sospensione hot voltaren retard prezzo plavix e impotenza voltaren pastiglie senza ricetta viagra pepsi cola orlistat venta peru voltaren gel blood sugar clindamycin molluscum contagiosum metoprolol succinate 100 mg ter cialis lo vendono in farmacia panière allegra tupperware compare metformin to gliclazide luvox period cosa mangiare a cipro nord voltaren emulgel tendonitis metoclopramide ileus alternative naturali al clomid voltaren tissugel lasix in gravidanza clomid provoca corrimento controindicazioni del femara glucophage chromium picolinate metoprolol tratament cialis 10 mg effetti diflucan tempo azione voltaren dispers 600 prometrium 200 come si usa effetti collaterali di finasteride