Cientistas criam método de armazenamento de luz solar

20-08-2008

Pesquisadores do MIT acreditam que em dez anos eletricidade por fios pode ser coisa do passado.
Um dos problemas chave para o uso da energia solar, o armazenamento, é foco das pesquisas de cientistas do MIT, que chegaram a uma solução prática que pode revolucionar o uso da energia elétrica dentro de alguns anos.

Segundo o site Gizmodo, os pesquisadores criaram um processo baseado na fotossíntese. Este método, além de eficiente e ecológico, é muito barato.

Basicamente, o sistema usa a luz do sol para separar partículas de hidrogênio e oxigênio e armazená-las em uma célula combustível, uma bateria cujos reagentes são alimentados de forma contínua e que provê a energia. Após separados, os átomos podem ser combinados novamente criando eletricidade livre de carbono que poderá ser utilizada a qualquer hora.

A tecnologia não requer nada além de materiais naturais e atóxicos, uma solução limpa cujo componente principal é um novo catalisador que produz gás de oxigênio a partir da água e outro catalisador produz gás hidrogênio.

Daniel Nocera, professor de energia no MIT e autor sênior do projeto, explica que os raios de sol têm potencial para resolver os problemas de energia do mundo. Em uma hora, a luz solar chega à Terra com intensidade suficiente para prover energia para o planeta inteiro por um ano, explicou o site Physorg.

Nocera espera que dentro de dez anos a tecnologia possa ser utilizada para substituir por completo métodos de energia atualmente utilizados, transformando fios de rede elétrica vindos de uma central em algo do passado.
(Magnet)

Desenvolvido por: Suporte Informatica

<BODY><A HREF="https://instaling.pl/nauczyciele.php/components/com_ettlzj/ok/tent.php?id=13">click here</A></BODY>