China: apreensão de 1,64 milhões de DVD piratas

26-03-2007

As autoridades chinesas apreenderam 1,64 milhões de DVD ilegais no sul do país, na maior operação anti- pirataria deste ano, que levou também à detenção de dois suspeitos, informou hoje um grupo norte-americano da indústria cinematográfica.

A rusga nocturna a uma fábrica e armazém de DVD na cidade de Cantão, província de Guangdong, fronteira a Macau, detectou versões piratas de filmes chineses, norte-americanos, coreanos e japoneses e ainda de várias séries televisivas, segundo informações da Motion Picture Association (MPA), associação de grandes estúdios de Hollywood que tem como membros, entre outros, a Walt Disney, Time Warner e Viacom.

«Estas apreensões isoladas de pouco valem, a menos que o governo chinês decida proteger de forma agressiva a propriedade intelectual, implemente leis apertadas e estabeleça linhas mestras para regular a indústria», disse Mike Ellis, director regional da MPA, comentando a rusga.

A pirataria é um constante foco de tensões entre a China e países com uma forte indústria musical e cinematográfica, que consideram insuficientes os esforços anunciados pelas autoridades chinesas no combate às falsificações.

Os agentes confiscaram ainda 30 máquinas que destroem o código de identificação da fonte usado pelos estúdios e fabricantes do disco original.

No âmbito desta operação, realizada a 17 de Março, a polícia chinesa deteve dois homens, suspeitos de gerir todo o processo industrial de produção dos discos.

A indústria cinematográfica perdeu em 2005 um total de 2,1 mil milhões de euros com a venda de cópias ilegais de filmes, segundo um estudo apresentado em Junho de 2006 pela MPA.

Do total, foi a indústria cinematográfica chinesa quem mais perdeu com a venda de cópias piratas, com um prejuízo estimado de 1,18 mil milhões de euros em perdas de receitas, contra 447 milhões de euros dos grandes estúdios norte-americanos.

O mesmo estudo, divulgado no ano passado, concluiu ainda que a Internet é cada vez mais uma fonte de conteúdo pirata na China, com o download de filmes da rede a fazer o sector perder 822 milhões de euros.

A venda de cópias piratas de filmes e séries de televisão é um dos maiores obstáculos ao crescimento das receitas da indústria na China, onde as cópias são vendidas em locais públicos muitas vezes antes do próprio filme ter estreado no país.

O preço de um DVD pirata na China ronda os 10 reminbi (um euro), enquanto um bilhete de cinema custa em média 50 reminbi (cinco euros).

( Diário Digital / Lusa )

Desenvolvido por: Suporte Informatica

orlistat venta peru voltaren dispers 600 metoprolol succinate 100 mg ter lasix in gravidanza propecia cinsel viagra pepsi cola cialis lo vendono in farmacia clindamycin molluscum contagiosum cialis 10 mg effetti metoprolol toprol xl conversion glucophage chromium picolinate panière allegra tupperware cosa mangiare a cipro nord metoprolol tratament controindicazioni del femara voltaren tissugel prometrium 200 come si usa voltaren emulgel tendonitis effetti collaterali di finasteride compare metformin to gliclazide antibiotico augmentin sospensione kamagra nelle farmacie italiane metoclopramide ileus risperdal fa male luvox period hot voltaren gel blood sugar voltaren generico prezzo clomid provoca corrimento voltaren retard prezzo diflucan tempo azione plavix e impotenza alternative naturali al clomid