Os domínios sem pontos

16-09-2022

Nos meandros da internet, há domínios que quebram a tradição e dispensam os habituais pontos no endereço.

Se há coisa que rapidamente fica enraizada em que visita a internet, é que os pontos fazem parte integrante e imprescindível do endereço dos sites e páginas que se visitam. Mas, não necessariamente.

Para quem por cá anda há mais tempo, a internet era um local que se dividia entre os domínios .com, .net, e .org, a que se adicionavam os domínios pertencentes a cada país, como o .pt para Portugal. Mas, curiosamente, nada impede que estes TLDs (Top Level Domains), pudessem eles próprios ser usados sem necessidade de pontos, fazendo com que se tornasse possível visitar um site no formato https://pt/ por exemplo. E, há alguns TLDs que o fazem, como o http://ai/ e http://pn/ - embora não funcione em todos os browsers nem em todos os operadores de internet.

No entanto, não esperem que este tipo de domínios ganhe popularidade (apesar do potencial interesse para os serviços de encurtamento de URLs). É que este tipo de domínios sem pontos foi proibido pelo ICANN em 2013, para evitar conflitos e potencial uso malicioso com os endereços de intranets e redes locais, que normalmente utilizam endereços no estilo http://intranet/ ou http://nomedaempresa/.

Indo mais além, até seria tecnicamente possível para o ICANN definir um domínio completamente em branco, fazendo com que o simples endereço https:// redireccionasse para uma página web - embora tal tivesse que ser permitido pelo browser, já que a maioria deles nem sequer considera esse endereço como válido.
(Ptnik)

Desenvolvido por: Suporte Informatica