Google Maps introduz função muito útil na app para Android e iOS

17-06-2022

O serviço de navegação da Google, o Google Maps é uma das plataformas mais populares do mundo e continua a receber melhorias e novas funções que aumentam o sue apelo. Agora, com efeito, temos uma das mais importantes novidades a chegar à app de navegação para Android e iOS.

Através do seu blog oficial, a Google fez saber que o seu serviço Maps passará a apresentar informações sobre os preços das portagens em determinados percursos. Fá-lo-á de modo gradual e faseado, chegando a diversos países ao longo dos próximos meses para ajudar todos os viajantes.

Informações sobre o preço das portagens a caminho da app Google Maps

Durante a primeira fase de implementação a funcionalidade cobrirá cerca de 2 000 vias com cobrança por portagens. Para além disso, a tecnológica norte-americana garantiu que tal novidade ficará disponível muito em breve nas apps para Android e iOS.

Assim, em determinadas estradas teremos as informações alusivas ao preço da comuta. Será ideal para quem gosta de planear os vários custos antes de começar a viajar graças ao mais recente trunfo preparado pela Google para o seu serviço Maps.

Logo que esteja disponível, será então apresentado o preço aproximado das portagens consoante o destino e tipo de vias selecionadas. Mais concretamente, a Google afirma que se baseará em “informação de confiança fornecida pelas autoridades locais responsáveis pelas portagens”.

Planear a viagem com ou sem portagens através do Google Maps para Android e iOS

Ainda de acordo com a própria Google, os utilizadores verão assim o custo aproximado de portagens consoante o seu destino e tipo de percursos. Além disso, nos preços será tido em consideração o dia da semana, entre outras informações relevantes.

Mais ainda, o Google Maps permitirá ao utilizador selecionar a opção de “Evitar Portagens” nas definições da app, além de ter em consideração o meio de pagamento das mesmas.

Por fim, esta função estará disponível primeiramente nos Estados Unidos da América, Índia, Indonésia e Japão. Não obstante, a empresa, na publicação original, garante uma chegada gradual a mais países nos próximos meses.

(4gnews)

Desenvolvido por: Suporte Informatica