Com alta dos juros, Apple perde o cargo de empresa mais valiosa do mundo

14-05-2022

Com a elevação da taxa de juros nos Estados Unidos, muitos setores foram impactados no mercado financeiro, e a Apple é um grande exemplo disso. A famosa fabricante do iPhone teve uma queda de valor de US$ 350 bilhões (que seria R$ 1,8 trilhões pela conversão atual). Isso fez com que a petrolífera árabe Saudi Aramco tomasse a frente na posição de empresa mais valiosa do mundo.

A petrolífera está na direção oposta da Apple, tanto que em 2022 teve crescimento de 25% das ações, resultando em um valor de mercado de US$ 2,39 trilhões. Por outro lado, o caso da Apple, a empresa criada por Steve Jobs teve uma perda alta e ficou agora com US$ 2,37 trilhões (cerca de R$ 12,22 trilhões na conversão).

A desvalorização da Apple faz parte de um movimento que está sendo sentido pelo mercado de tecnologia como um todo, pois é o mais afetado pelo aumento da taxa de juros no país norte-americano. A taxa atualmente se encontra entre 0,75% e 1%, e é a maior desde os anos 1980. Mesmo sendo para tentar conter inflação, teve um reflexo direto nas bolsas do país.

A situação vivida pela Apple pode ser observada pelo índice Nasdaq, que apenas em 2022 apresentou queda de 27,36%. Inclusive, os dados só são inferiores a da bolsa da Rússia, por conta das sanções econômicas contra o país pelo conflito armado com a Ucrânia. Até o momento, não se sabe até onde os juros podem aumentar e por isso, os investidores estão cautelosos.
(Olhardigital)

Desenvolvido por: Suporte Informatica