Que papel têm as abelhas e outros polinizadores dependendo da cultura e região? A CropPol quer ajudar a descobrir

20-01-2022

A CropPol é apresentada como a primeira base de dados global sobre polinização de culturas agrícolas. A informação é de acesso aberto e está disponível para todos os cidadãos e instituições, científicas ou não.

A nova base de dados CropPol inclui informação sobre 48 culturas agrícolas distribuídas por 3.000 localidades de cinco continentes e 32 países ao longo de três décadas, e permitirá compreender de que forma muda a importância dos polinizadores, dependendo da cultura e da região de estudo.

O projeto internacional que reúne mais de uma centena de cientistas, entre os quais cinco investigadores do Centro de Ecologia Funcional da Universidade de Coimbra (UC), também pretende ajudar a identificar culturas e regiões para as quais existem poucos dados, estimulando a recolha de informação para suprir essas lacunas de conhecimento.

Sabe-se que 75% das culturas agrícolas mundiais dependem, total ou parcialmente, de polinizadores para a produção de alimento. No entanto, apesar dos grandes progressos no conhecimento sobre os efeitos dos polinizadores na produtividade agrícola, a capacidade de prever as taxas de visita e a produtividade ainda é limitada, devido à grande variação observada entre colheitas, anos e regiões.

A CropPol foi criada para compilar os dados de polinização de culturas disponíveis em estudos científicos publicados em todo o mundo e, dessa forma, aglomerar o conhecimento e ajudar a prever os serviços de polinização.

Os dados são de acesso aberto e estão acessíveis a todos os cidadãos e instituições, científicas ou não. “Qualquer pessoa ou entidade, desde ONGs até entidades da administração pública, pode aceder à informação e utilizá-la para perceber padrões globais, entender a polinização de uma cultura de importância local ou responder a novas questões”, referem os coordenadores do projeto.

Além de ser de acesso aberto, a base de dados terá uma natureza viva, ou seja, estará em contínuo crescimento e atualização. Cientistas e instituições que desejem contribuir com novos conjuntos de dados sobre polinização podem adicioná-los facilmente à base de dados.
(Teksapo)

Desenvolvido por: Suporte Informatica