Jogo de computador incita ao ódio contra imigrantes nos EUA

28-04-2006

A Liga dos Cidadãos Unidos da América Latina (Lulac) lançou duras críticas a um jogo virtual que incita à defesa das fronteiras dos EUA. O videojogo tem como objectivo impedir a imigração ilegal «a qualquer preço».

Diversos sites racistas e homofóbicos divulgaram o jogo «Border Patrol», que chega a muitos cibernautas via e-mail. O responsável pela página que o distribui ainda não foi identificado.

Num cenário desértico, o jogador transforma-se em guarda da fronteira, eliminando todas as personagens estereotipadas que tentam entrar no país.

O nacionalista mexicano (carregado de armas), o traficante (traz folhas de haxixe) e a «mulher coelho» (uma grávida com dois filhos são assassinados friamente num jogo que tudo permite.

«Jogos deste tipo tratam mexicanos e negros como criminosos, o que é condenável», afirmou a representante da Lulac, Gabriela Lemus.

«Este tipo de entretenimento tira a humanidade das pessoas e incita ao ódio», concluiu.

( Diriodigital)

Desenvolvido por: Suporte Informatica

controindicazioni del femara clomid provoca corrimento voltaren emulgel tendonitis metoprolol tratament antibiotico augmentin sospensione plavix e impotenza viagra pepsi cola compare metformin to gliclazide lasix in gravidanza cosa mangiare a cipro nord cialis 10 mg effetti voltaren dispers 600 prometrium 200 come si usa clindamycin molluscum contagiosum hot voltaren retard prezzo glucophage chromium picolinate voltaren pastiglie senza ricetta metoprolol toprol xl conversion metoclopramide ileus kamagra nelle farmacie italiane risperdal fa male cialis lo vendono in farmacia diflucan tempo azione voltaren tissugel metoprolol succinate 100 mg ter luvox period effetti collaterali di finasteride voltaren generico prezzo alternative naturali al clomid orlistat venta peru voltaren gel blood sugar propecia cinsel