Os carros autónomos da Waymo estão a ser atraídos para uma rua sem saída

22-10-2021

Os veículos autónomos da Waymo, detida pela Alphabet que é também a mãe da Google, são constantemente encaminhados para uma rua sem saída em São Francisco, nos Estados Unidos. Para já, ninguém sabe porquê.

Nas últimas semanas, os veículos autónomos da Waymo têm sido encaminhados para uma rua sem saída em São Francisco, nos Estados Unidos. Em causa está a 15.ª Avenida a norte da Lake Street, uma rua calma que nunca viu tanto tráfego como agora.

De acordo com os residentes, chegam a afluir a esta rua mais de 50 carros da Waymo ao longo de um dia. Os veículos entram na rua e, pouco depois, fazem uma inversão de marcha.

Em declarações à Motherboard, Nick Smith, porta-voz da empresa, disse que não há nenhum problema ou bug para ser resolvido. Para já, não existe ainda uma razão para o sucedido, mas parece provável que os automóveis estejam a tentar chegar à Park Presidio Boulevard, muito perto da rua em causa.

A rua é uma Slow Street, o que significa que as estradas são partilhadas tanto por automóveis como por peões e ciclistas. No caso dos carros autónomos, veem-se obrigados a realizar inversão de marcha devido à presença da sinalização própria das Slow Streets.

“O condutor Waymo obedece às mesmas regras rodoviárias que qualquer carro é obrigado a seguir”, explicou Smith.

Este incidente serve para lembrar as empresas de condução autónoma de que estão a fazer duas coisas que podem não ser desejáveis: além de inundarem as ruas com centenas de veículos, estão também a utilizar, dentro da mesma empresa, o mesmo software, o que significa que o comportamento único do “condutor” tem impacto em todos os veículos.

A Waymo e a Google estão a avaliar a situação e vão ajustar os algoritmos para a evitar.
(ZAP)

Desenvolvido por: Suporte Informatica