Windows 11 não vai ser mais suportado no Oracle VirtualBox

20-09-2021

Os utilizadores que até agora se encontravam a testar o Windows 11 em máquinas virtuais, sobretudo no software do Oracle VirtualBox, podem brevemente vir a ter dificuldades em realizar o upgrade para futuras versões do sistema.

O VirtualBox é uma das opções de virtualização mais usadas, sobretudo por se tratar de um software gratuito. Para quem pretenda testar o Windows 11 sem realmente o instalar numa máquina final, o uso deste género de VMs é bastante comum e até mesmo recomendado.

Mesmo com os requisitos mais elevados do sistema, sobretudo no suporte ao Secure Boot e TPM, a Microsoft tinha confirmado que estes requisitos não seriam verificados quando fosse identificado que o sistema estava a ser instalado numa máquina virtual.

Isto foi o que permitiu a muitos utilizadores do VirtualBox instalarem o Windows 11 nos seus sistemas, mesmo que o sistema base não fosse suportado oficialmente pelos requisitos da empresa.

No entanto, isso pode vir a alterar-se. De forma súbita, a Microsoft alterou os requisitos do Windows 11 para máquinas virtuais, sendo que agora estas necessitam também de se encontrar dentro dos requisitos tradicionais do sistema operativo – ou seja, de suportar o Secure Boot e TPM.

De acordo com o comunicado da empresa, os utilizadores no programa de testes do Windows 11 que tenham o sistema instalado numa máquina virtual agora necessitam de se certificar que o sistema se encontra dentro dos requisitos mínimos para executar o Windows 11 – o que inclui o Secure Boot e TPM. Isto afeta tanto novas instalações como as existentes, sendo que se os requisitos não forem suportados, os utilizadores também não poderão atualizar para recentes versões do Windows.

Isto pode ser um problema para quem use o software de virtualização da Oracle. Enquanto que utilizadores do VMWare, Hyper-V, Parallels e QEMU não deverão ter problemas, uma vez que estes programas permitem a passagem do Secure Boot e TPM do sistema hospedeiro para a máquina virtual, o VirtualBox não suporta esta funcionalidade.

Ou seja, com esta alteração, a Microsoft encontra-se basicamente a impedir que muitos utilizadores do VirtualBox possam instalar ou atualizar o Windows 11 para as mais recentes builds, devido à falta de suporte do mesmo ao TPM e Secure Boot.

Encontra-se já em desenvolvimento uma driver que vai permitir a passagem do TPM e Secure Boot do sistema hospedeiro para as máquinas virtuais, no entanto ainda se desconhece quando o mesmo vai ser oficialmente lançado. Além disso, esta drive também exige que os utilizadores tenham na base do seu sistema o TPM ativo – ao contrário do que acontece no VMware, onde é possível criar um modulo de TPM em formato virtual, mesmo que o sistema hospedeiro não tenha suporte para tal.
(TT)

Desenvolvido por: Suporte Informatica