Arlindo Oliveira e a Inteligência Artificial: “Parece-me muito provável que, no futuro, haja destruição de emprego em grande escala”

12-01-2021

Arlindo Oliveira, ex-presidente do Instituto Superior Técnico e atual presidente do INESC, é o terceiro convidado d’O Futuro do Futuro, o novo podcast do Expresso sobre o admirável mundo novo que a tecnologia nos reserva. Falámos de Inteligência Artificial, uma revolução que terá um impacto mais profundo na Humanidade do que o fogo ou a eletricidade. Será que temos razões para a temer?

O novo presidente do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores (INESC), Arlindo Oliveira, tem um conselho para os jovens que estão a pensar no seu futuro: “Costumo recomendar-lhes que escolham profissões que não sejam aborrecidas, porque, além de serem aborrecidas, a probabilidade de irem para o desemprego é mais elevada”. Profissões com tarefas mais rotineiras e em ambientes controlados correm mais riscos de serem automatizadas, explica.

(Cont a ler –> Expresso)

Desenvolvido por: Suporte Informatica