Twitter perde controlo e fica à mercê dos utilizadores!

28-06-2020

Sendo uma das redes sociais mais utilizadas da atualidade, o Twitter tem a responsabilidade de continuar o desenvolvimento de ferramentas que lhes permita controlar os conteúdos publicados na sua plataforma. Especialmente nesta altura em que as fake news sobre a COVID-19 são publicadas às centenas todos os dias, os algoritmos de inteligência artificial são mais importantes que nunca.

Já há algum tempo que o Twitter tenta implementar novas ferramentas para travar a propagação de notícias falsas sobre o coronavírus, sendo uma das principais ações o alertar dos utilizadores para possível informação pouco credível. Além deste alerta, colocam ainda um link que dá acesso a uma grande variedade de fontes de informação verificadas.

Twitter COVID-19

Conspiração sobre a COVID-19 e redes 5G fez Twitter perder controlo da sua plataforma

Pouco tempo depois do “rebentar” da pandemia, começaram a surgir várias teorias da conspiração que relacionavam a propagação da COVID-19 com as torres de redes 5G. Estas teorias ganharam tamanha dimensão que no Reino Unido, vândalos acabaram mesmo por destruir torres 5G.

Uma recente tentativa do Twitter para travar o espalhar de informações sobre esta conspiração, acabou por ter um efeito totalmente oposto. Basicamente, a rede social passou a “marcar” todas as publicações que continham duas palavras-chave específicas: Oxygen e Frequency.

Obviamente, não demorou muito tempo para que a comunidade se apercebesse desta nova implementação, aproveitando a situação para “trolar” o Twitter. Passadas menos de 24 horas da sua implementação, o Twitter viu-se obrigado a desativar a mesma, visto não estar a conseguir alcançar os resultados pretendidos.

A conta de suporte do Twitter já comentou esta situação, pedindo desculpa por possíveis confusões criadas por esta ferramenta, reconhecendo que muitos dos tweets marcados poderiam não conter informações enganosas sobre a COVID-19.

(4gnews)

Desenvolvido por: Suporte Informatica