Morreu Ann Mitchell, uma das matemáticas que derrotaram a Alemanha nazi

20-05-2020

Tinha 97 anos e era uma das últimas sobreviventes da mítica equipa de Bletchley Park, onde trabalhou com o pioneiro da computação Alan Turing. Fora-lhe diagnosticada covid-19 havia poucos dias.

Ann Katherine Mitchell, uma das matemáticas que ajudaram a descodificar as mensagens nazis durante a II Guerra Mundial, morreu no último fim-de-semana, num lar na Escócia, aos 97 anos de idade. Mitchell, que era uma das poucas sobreviventes da equipa secreta em que se destacou o pioneiro da computação Alan Turing, tinha sido diagnosticada com covid-19 poucos dias antes de morrer.

Em declarações à BBC, um dos filhos de Ann Mitchell, Andy Mitchell, disse que a sua mãe “já tinha perdas de memória e fragilidades físicas” quando lhe foi diagnosticada a doença provocada pelo vírus SARS-CoV-2.

“Fico feliz por ela ter recebido o reconhecimento por uma vida bem vivida”, disse Andy Mitchell, de 61 anos.

A historiadora britânica Tessa Dunlop, autora de um livro publicado em 2015 sobre as mulheres que trabalharam no mítico centro de decifração de Bletchley Park, salientou a importância de Ann Mitchell nos esforços que viriam a derrotar a Alemanha nazi.
(Cont- a ler –> Publico)

Desenvolvido por: Suporte Informatica