Amazon limita envios a bens essenciais em França e Itália

23-03-2020

A pandemia do coronavirus continua a causar alterações por todo o lado, e nem as lojas online como a Amazon escapam, limitando as compras para dar prioridade aos envios dos bens essenciais.

As lojas online têm sido bastante requisitadas desde o início do pedido para que praticamente todos os cidadãos europeus se mantivessem em casa, mas isso tem também levado ao limite a sua capacidade logística assim como a dos serviços de entregas. Por isso, em França e Itália a Amazon anuncia a suspensão do envio de bens não essenciais - sendo algo que se previsivelmente se poderá expandir também a Espanha (e nesse caso, já afectando muitos cidadãos portugueses que recorrem à Amazon Espanha).

De notar que também por cá as grandes superfícies que disponibilizam lojas online e serviços de entrega têm sido incapazes de lidar com o aumento da procura. Muitas chegando ao ponto ridículo de fazer o atendimento online mediante “senhas” que, nalguns casos, fazem com que os utilizadores tenham que esperar mais de uma dezena de horas. E, depois de todo esse tempo, acabam por descobrir que as datas disponíveis para entrega são apenas para daí a 2 ou 3 semanas, tornando todo o exercício numa frustração completa.

Felizmente, a situação não é tão caótica como por vezes fazem passar, com muitas pessoas a poderem fazer as suas compras nas lojas mais populares com tempos de espera de algumas dezenas de minutos; e claro, é também uma excelente oportunidade para visitarem as lojas locais mais pequenas, onde normalmente nem sequer há filas de espera.
(PTNIK)

Desenvolvido por: Suporte Informatica