Vendedores contornar limitações da Amazon para vender mascaras

20-03-2020

A Amazon começou recentemente a aplicar medidas sobre a venda de produtos médicos na sua plataforma, que desde que a pandemia do covid-19 começou a alastrar-se a nível mundial, foram também elevados os números de vendedores que estavam a disponibilizar produtos com preços consideravelmente mais elevados na plataforma da empresa.

Produtos como mascaras, álcool e outros similares não podem ser atualmente vendidos na plataforma para impedir a inflação dos preços de venda. No entanto, alguns vendedores tem aproveitado uma pequena falha para ainda assim continuarem a vender os seus produtos.

De acordo com o portal Wired, a Amazon aparenta ter aplicado as limitações nas vendas apenas sobre as suas categorias regulares, mas não sobre a possibilidade sobre as categorias de livros. Com isto, alguns vendedores estão a começar a criar publicações de artigos como sendo “livros”, mas que na verdade trata-se de produtos físicos.

Por exemplo, recentemente um pack de 50 mascaras chegou ao top 10 dos livros mais vendidos dentro da Amazon, aproveitando a falha no sistema para esta publicação. Como as novas regras apenas se aplicam nas categorias gerais da loja online, e não sobre a secção de livros, os vendedores estão a explorar as mesmas para continuarem as vendas.

Escusado será dizer que este género de conteúdos é contra as políticas da empresa, e como tal a Amazon tem vindo a aplicar medidas para evitar a propagação dos mesmos na plataforma. Tal como a maioria das grandes plataformas online, a Amazon aprova os produtos para listagem com um conjunto de sistemas automáticos e moderadores humanos, mas parece que algumas destas publicações conseguiram contornar a moderação e chegaram mesmo a ser publicadas.
(TT)

Desenvolvido por: Suporte Informatica