Empresa criada por portugueses ajudou a descobrir recente falha da Microsoft

24-01-2020

Recentemente foi descoberta uma falha nos servidores da Microsoft, a qual pode ter exposto dados de aproximadamente 250 milhões de clientes da empresa, através do sistema de suporte da empresa que estaria a partilhar informações publicas sobre estes clientes.

No entanto, por detrás da descoberta desta falha encontra-se uma empresa que possui raízes em Portugal. A falha nos servidores da Microsoft foi descoberta pela empresa de segurança Comparitech, que utilizou o software produzido pela empresa BinaryEdge, uma entidade sediada na Suíça mas que foi fundada por dois portugueses.

A descoberta foi realizada no final de 2019, e os investigadores terão utilizado a tecnologia desenvolvida pela BinaryEdge para investigarem a falha e descobrirem que os dados estariam a ser expostos publicamente. O servidor contendo as bases de dados dos utilizadores foi descoberto derivado à utilização dos sistemas de IA da BinaryEdge.

A BinaryEdge, e em concreto o software desenvolvido pela empresa e baseado em Inteligência Artificial, tem vindo a ser utilizado de forma bastante expressiva para descobrir várias falhas e leaks de dados pela Internet. De acordo com o programador @tomahock revela no Twitter, a ferramenta desenvolvida pela empresa foi também uma das responsáveis por descobrir mais registos de leaks expressivas pela Internet, estando a tornar-se uma ferramenta importante para os investigadores.

No caso da recente falha da Microsoft, e como o TugaTech noticiou durante o dia de ontem, a falha terá afetado mais de 250 milhões de clientes da empresa que terão contactado a Microsoft para suporte. Entre os dados que estariam expostos encontra-se endereços de IP, emails, contactos e nomes, mas a Microsoft afirma que o impacto da falha terá sido relativamente pequeno, além de ter sido rapidamente corrigido assim que os investigadores da Comparitech informaram a empresa – em menos de 24 horas.
(TT)

Desenvolvido por: Suporte Informatica