EUA: “Usar a tecnologia do Huawei na network 5G do UK pode não ser a melhor ideia”

16-01-2020

O governo da América avisou o governo britânico que seria uma loucura utilizar a tecnologia do Huawei na network 5G do UK.

Uma delegação da América mostrou provas em como a utilização da referida tecnologia apresenta riscos de segurança por se usar a empresa chinesa. Consta que o presidente Donald Trump fez pressão no primeiro ministro Boris Johnson sobre este mesmo assunto.

Uma decisão é esperada ser tomada este mês sobre se será autorizada a Huawei a fornecer alguns equipamentos para a network do UK.

Na segunda a delegação da América liderada por Matt Pottinger encontrou-se com os ministros em Londres. Os oficiais da América entregaram um dossier que contém informação técnica que vem contradizer a avaliação feita pela equipa técnica de inteligência britânica que afirma poder ser possível utilizar a tecnologia Huawei nas infraestruturas equipadas com 5G sem riscos para a segurança nacional. No entanto, as fontes da América recusam-se a comentar sobre o conteúdo do dossier.

Esta ação por parte do governo americano está a ser interpretada como a última ronda de intensificação numa tentativa da administração de Trump enquanto o governo britânico se prepara para fazer uma decisão sobre o assunto.

O ano passa a América baniu as empresas de venderem componentes e tecnologia à Huawei e 68 empresas relacionadas, alegando preocupações de segurança nacional. O governo também tinha avisado que o uso de Huawei levaria a uma revisão da informação.

No entanto, oficiais britânicos comentaram que não estavam preocupados que tal revisão pudesse levar a uma alteração de comportamento significativa.

Andrew Parker, da MI5 afirmou que não existe razão para pensar que a relação com a América ficaria afetada se o UK usasse tecnologia da Huawei.

Um relações públicas da Huawei também adiantou que a Huawei é uma empresa privada que oferece equipamento de 3G, 4G e broadband para as empresas de telecomunicação há 15 anos e os peritos britânicos sabem que a tecnologia da Huawei não tem riscos de segurança.

Entretanto, Bob Seely afirmou que para todos os propósitos a empresa Huawei faz parta da China e um acordo com a referida empresa poderia permitir que Pequim tivesse acesso à network britânica. Bob Seely pediu ao comité de assuntos estrangeiros para abrir uma investigação à capacidade da Huawei de construir partes para as infraestruturas 5G.

Em tom de resposta, um relações públicas do governo disse que a segurança das telecomunicações é extrema importância. O governo continua a avaliar a posição sobre vendedores de alto risco e a decisão será feita a seu tempo.

Ficaremos a aguardar a decisão do governo britânico.

(Via:+tecFonte: BBC)

Desenvolvido por: Suporte Informatica