Sabe de que forma o Instagram escolhe o que surge no explorar? Plataforma explica pela primeira vez visão geral

26-11-2019

O sistema de inteligência artificial extrai 65 mil milhões de recursos e faz 90 milhões de previsões de modelos a cada segundo.

Mais de metade dos utilizadores do Instagram visitam todos os meses a tab explorar e agora a plataforma do Facebook diz apresentar pela primeira vez a visão geral do funcionamento deste sistema. E numa altura em que recomendar o conteúdo mais relevante entre milhares de milhões em tempo real e numa grande escala é um desafio cada vez maior, a app recorre a um sistema de machine learning que diz estar em constante aperfeiçoamento.

Permitindo ao utilizador descobrir novas fotografias, vídeos e histórias que, supostamente, correspondem aos interesses dos utilizadores, a tab recorre a um sistema de inteligência artificial que extrai 65 mil milhões de recursos e faz 90 milhões de previsões de modelos a cada segundo

Não se focando naquilo que os utilizadores poderão gostar de ver, mas sim nas contas que os poderiam interessar, o Instagram identifica contas que são semelhantes entre si, adaptando um método comum de machine learning. Para fazer as recomendações, o sistema começa por analisar as contas principais, com as quais os utilizadores interagiram no passado, colocando um gosto ou salvando o seu conteúdo. De seguida, a plataforma identifica contas semelhantes a essas e, a partir delas, seleciona 500 partes desse conteúdo.

O Instagram garante que depois dessa tarefa os “candidatos” são filtrados, sendo excluído qualquer tipo de conteúdo relacionado com spam, informações incorretas e “provável conteúdo que viola a política”, sendo as restantes publicações classificadas com base na probabilidade de o utilizador interagir com cada uma. Por fim, as 25 principais publicações são introduzidas na primeira página do explorar do utilizador.

Ainda assim, o The Verge nota que o Instagram não está a ser completamente transparente, já que não especifica que sinais são usados para identificar spam ou desinformação.
(Teksapo)

Desenvolvido por: Suporte Informatica