Lojas nos EUA têm que ter sites acessíveis

9-10-2019

O caso Domino’s Pizza chega ao fim, e as lojas nos EUA passam a ter que se preocupar com a acessibilidade dos seus sites de modo a poderem ser utilizados por invisuais.

O que estava em causa no caso Domino’s Pizza, resultante de um processo levantado por um cliente invisual que não conseguiu utilizar o site para encomendar uma pizza, era saber se a lei que obriga que as lojas tenham espaço físicos acessíveis a pessoas com deficiência também se deveria aplicar à sua presença na web. A Domino’s Pizza queria que os tribunais clarificassem o assunto, visto que a lei da década de 90 ainda não contemplava expressamente a presença online, e agora tem a sua resposta.

O Supremo Tribunal dos EUA recusou-se a ouvir o caso, validando a decisão dos tribunais inferiores que diz que a lei efectivamente também se deverá aplicar aos sites das lojas com espaços físicos.

Há por isso toda uma nova oportunidade de negócio para web developers e web designers nos EUA, e mais concretamente para especialistas em acessibilidade web, de modo a acudir ao afluxo de pedidos que irão haver para garantir que os seus sites estão devidamente “acessíveis”. Aliás, acho que seria interessante que todas as pessoas, nem que fosse por uma única vez, tentassem aceder aos sites que usam diariamente com o seu monitor desligado, de forma a ficarem com uma melhor ideia dos desafios envolvidos. E muitas vezes, nem é assim tão complicado para o lado dos web developers facilitar a vida aos utilizadores invisuais, desde que estejam sensibilizados para isso.

… E sempre é melhor do que a recente alteração na Europa a exigir o consentimento explícito dos cookies.
(ptnik)

Desenvolvido por: Suporte Informatica