Quando 64 GB de memória RAM são realmente necessários no PC?

14-07-2019

Já exploramos as necessidades de ter 16 GB instalados na máquina, e vamos subir um degrau aqui. Dois degraus, na verdade, pulando os 32 GB e indo direto para os 64 GB. Quando precisaremos de tanta memória RAM? Afinal, vimos no texto anterior que alguns sistemas operacionais que rodam relativamente bem com apenas 2 GB (Chrome OS e distros Linux mais básicas, por exemplo).

E é isso que veremos neste artigo. Mais do que ser impressionante por si só, além de aumentar significativamente o valor de uma certa configuração, trata-se de uma necessidade para algumas aplicações específicas. E olha que nem estamos falando o Google Chrome.
Subindo de nível

Sim: 16 GB de RAM são o suficiente para a grande maioria das pessoas. Aliás, é capaz de atender até mesmo algumas tarefas mais exigentes, como jogos de última geração e edições de vídeo um pouco mais complexas. Mas são insuficientes para algumas tarefas realmente exigentes.

É o caso, por exemplo, de modelagens 3D de alta complexidade e texturas detalhadas em 4K ou mesmo 8K. Programas como o 3DS Max chegam a fechar em situações muito complexas não apenas com objetos muito detalhados, mas também iluminações e efeitos que exigem muito mais do que uma máquina com 16 GB pode oferecer.

Alguns cenários passam facilmente dos 30 GB de uso, o que já é suficiente para os 64 GB passarem a ser imprescindíveis. Afinal, ainda é necessário ter RAM para outros programas, reserva para gráficos, abas do navegador e o próprio sistema operacional. Além disso, não nos esqueçamos de ter espaço suficiente para não “estourar” a capacidade instalada, fazendo o sistema operacional começar a paginar.

Mas será que apenas uma quantidade generosa de memória RAM é o suficiente?
Plataforma

Quando pensamos em uma máquina 64 GB de memória RAM, é importante termos em mente que esta não é a única necessidade. Um PC com essa capacidade conta também com diversos componentes “anabolizados”. No caso da CPU, um Threadripper ou um Xeon. No caso da(s) placa(s) de vídeo, séries recentes e poderosas, como Quadro e Radeon Pro. Tudo isso, claro, com SSDs de última geração e um sistema de refrigeração de ponta.

É necessário ter componentes que sejam capazes de aproveitar os 64 GB, já que ter essa quantidade toda de memória não faz sentido em uma máquina mais básica. A memória RAM nesses casos é apenas uma pequena parte do custo total.

Claro que 64 GB é apenas um exemplo, já que alguns cenários exigem ainda mais (128 GB, 256 GB… o céu é o limite). Mas a nossa ideia aqui é mostrar que é algo necessário (mas não suficiente) para certos tipos de tarefas. Pode até parecer muito a princípio… até usarmos um programa desses pela primeira vez e observamos o quanto eles deixam o Chrome no chinelo em exigência de memória RAM.
(Canaltech)

Desenvolvido por: Suporte Informatica