E3 2019: Microsoft revela a próxima geração Xbox e novo comando Xbox Elite 2

10-06-2019

Durante a conferência pré-E3, a gigante tecnológica falou dos novos jogos, assim como a sua próxima consola, a Project Scarlett.

A Microsoft realizou a sua esperada conferência pré-E3, com mais confiança do que nunca, já que a sua rival Sony ficou de fora do certame de gaming. Esperava-se novos jogos, anuncios daquilo que os seus estúdios estariam a fazer, o futuro serviço xCloud e claro, a revelação da sua nova consola. A Microsoft não desiludiu e mostrou perto de 60 jogos, entre exclusivos e multiplataformas, lançamentos AAA e também interessantes propostas indie.

“Para nós a consola é vital e importante, e tem de ser otimizada para gaming”, arrancou Phil Spencer, Head da Xbox, para anunciar a nova plataforma de jogos. A próxima consola pretende acabar com os tempos de loading, e tendo em conta o parceiro tecnológico AMD, a filosofia encaixa-se na mesma da sua rival PlayStation 5. E claro, gráficos mais realistas, o que significa introduzir a tecnologia Ray Tracing, segundo o testemunho de diversos game developers e pessoas ligadas ao hardware.

A Microsoft confirma assim o Project Scarlett como o nome da consola, prometido para a primavera de 2020. E para convencer os fãs mais céticos, será acompanhado por Halo Infinite na mesma data, como jogo de lançamento.

A Microsoft não entrou em muitos detalhes técnicos da consola, mas confirma-se o nome de código do Project Scarlett, cujos rumores anteriores dão conta de dois modelos de consola, embora não tenham sido referidos hoje. A primeira, denominada de Lockhart, será equivalente à atual Xbox One X, em termos de hardware, com algumas melhorias. Já a versão mais potente “Anaconda” terá a melhor configuração possível para elevar a experiência de jogo a um próximo nível. Ambas as consolas estarão equipadas com um SSD (que servirão como RAM virtual), para acelerar os tempos de carregamento, como foi referido na conferência.

Como já era sabido, terá um processador personalizado e baseado na arquitetura Zen 2 e Radeon RDNA, numa promessa de ser quatro vezes mais poderosa que a atual Xbox One X. A consola terá memória RAM GDDR6, capaz de melhorar a resolução da imagem, mantendo os framerates elevados. As informações dão ainda conta da consola suportar jogos a 8K de resolução, assim como framerates a 120 FPS. Desta forma, a futura Xbox aproxima-se das características reveladas da próxima PlayStation.

A Microsoft apresentou também um novo comando sem fios, o Xbox Elite 2, com data de lançamento para 4 de novembro, e com um custo de 180 dólares. O periférico inclui ligação USB-C e foi totalmente reconstruído com uma nova engenharia, referiu a empresa. Será possível ajustar a tensão dos analógicos, utilizando uma chave para regular a sua precisão, ao gosto dos jogadores profissionais.

O comando tem uma nova bateria recarregável, com a fabricante a prometer cerca de 40 horas de utilização com uma carga. Será possível configurá-lo às necessidades dos utilizadores e gravar diferentes perfis. Veja o vídeo para todos os detalhes do novo comando.

Durante a conferência e no meio de anúncios dos novos títulos, a Microsoft revelou a aquisição de mais um estúdio para a sua família, a Double Fine de Tim Schafer, que se encontra atualmente a produzir Psychonauts 2, título que foi mostrado no evento.

Por fim, acerca do serviço xCloud, a plataforma de streaming que pretende competir com o Google Stadia e o PlayStation Now será disponibilizado em outubro. Segundo Phil Spencer, os jogadores poderão transmitir os jogos em streaming tanto no PC como a Xbox One. Anteriormente, a Microsoft já havia revelado que terá mais de 3.500 videojogos preparados para o serviço, incluindo títulos retrocompatíveis da Xbox 360 e Xbox. Além disso, todos os jogos lançados para as consolas Xbox serão compatíveis, sem a necessidade das respetivas produtoras fazerem alterações no código.

No que diz respeito a jogos houve espaço para algumas surpresas, para além dos expectáveis Halo Infinite e Gears 5. Foi revelado um novo jogo baseado no universo de terror Blair Witch; o próximo título da Ninja Theory chama-se Bleeding Edge, que parece um título de combate online por equipas. Minecraft Dungeons é o próximo jogo do universo criado pela Mojang, desta feita com inspiração em Diablo 3, um RPG de ação com perspetiva isométrica para quatro jogadores.

Provavelmente a maior surpresa da noite foi a revelação do regresso de Flight Simulator, o famoso simulador de aviões, agora suportado pelo poder da cloud Azure. Confirmou-se ainda Elden Ring, o jogo produzido em colaboração entre a From Software da série Souls e o George R.R. Martin, o escritor da saga literária que originou Game of Thrones.

Uma nota especial para o serviço Xbox Game Pass para PC, cuja beta com mais de 100 títulos arrancou hoje, e terá um custo de 10 dólares mensais, para além da primeira mensalidade promocional de 1 dólar. Há ainda um pacote especial, o Ultimate, que reúne todos os serviços da consola, ou seja, o Live Gold e o Xbox Game Pass para a consola e PC, por 15 dólares.

(Tekaspo)

Desenvolvido por: Suporte Informatica