Google alerta Estados Unidos que restrições à Huawei comprometem segurança nacional

8-06-2019

Ainda no rescaldo da guerra tecnológica entre os Estados Unidos e a China, e a Huawei no centro de sanções, a Google deixará de poder atualizar os equipamentos da marca chinesa e comprometer a segurança.

O governo dos Estados Unidos recebeu o aviso da Google sobre os efeitos colaterais das sanções e restrições aplicadas à Huawei, arriscando comprometer a segurança nacional. Segundo o Financial Times, a gigante tecnológica terá mesmo pedido ao executivo de Donald Trump para manter a Huawei isenta da guerra comercial com a China, caso contrário, a Google deixaria de ser capaz de atualizar o sistema operativo Android dos dispositivos da fabricante chinesa.

Na perspetiva da Google, o facto da Huawei estar a desenvolver o seu próprio sistema operativo este poderá tornar-se vulnerável a riscos e a ciberataques. O aviso chega depois dos Estados Unidos terem proibido as empresas de telecomunicações de venderem os dispositivos da fabricante chinesa, e as restantes fornecedoras de venderem componentes à mesma.

De salientar que as sanções e proibições ainda não tomaram efeito já que a administração americana concedeu um período de três meses até tomar efeito. No entanto, outras gigantes tecnológicas já começaram a assumir as imposições do governo de Trump e a aplicar as restrições. É o caso do Facebook, que segundo avança a Reuters, começou a restringir a pré-instalação das suas aplicações nos novos dispositivos da Huawei como o Facebook, WhatsApp e Instagram.
(Tecksapo)

Desenvolvido por: Suporte Informatica