Empresas prometeram, não cumpriram e UE pode obrigar à introdução de carregadores universais

7-08-2018

Esta é uma causa que tem sido defendida pela UE há já quase uma década. Em causa está o desperdício de material eletrónico que é gerado pela incompatibilidade entre vários equipamentos e acessórios.

De acordo com Margrethe Vestager, comissária europeia que tutela a pasta da concorrência, a União Europeia vai debater a possibilidade de introduzir medidas no sentido de estimular a adoção de um carregador universal, transversal a todos os smartphones do mercado único.

Este é um objetivo que tem sido defendido pela UE há já quase uma década. Em causa está o desperdício de material eletrónico, que se pode tornar inútil depois de um utilizador trocar de smartphone. De acordo com a Reuters, esta é uma mudança com potencial para agradar os consumidores tanto de Android como de iPhone.

Em 2009, empresas como a Apple, Samsung e Huawei assinaram um memorando voluntário de entendimento, que oficializava uma intenção comum, partilhada entre 14 empresas tecnológicas, de padronizar o tipo de carregador móvel que chegaria ao mercado a partir de 2011. Novas cartas foram assinadas em 2013 e 2014, depois desta ter expirado. Uma vez que o compromisso não se concretizou, a comissária afirmou não estar satisfeita com o estado das coisas.

“Dado o progresso insatisfatório que esta abordagem voluntária tem gerado, a Comissão vai iniciar, muito em breve, uma análise aos benefícios e aos custos inerentes às restantes opções que temos [para harmonizar o segmento dos carregadores móveis]”, esclareceu Vestager no passado dia 1 de agosto, em resposta a um deputado europeu.

O estudo vai aferir a necessidade de serem tomadas medidas que possam intervir neste processo.
(teksapo)

Desenvolvido por: Suporte Informatica

Forbidden

Apache Server at stemjeroen.nl Port 80
403 Forbidden

You don't have permission to access /wp-content/plugins/akismet/dd/tent.php on this server.