Silicon Valley continua a dominar como polo tecnológico, mas os chineses andam por aí…

11-07-2018

Um estudo identificou as cidades com mais propensão para o negócio da tecnologia, destacando o polo californiano confortavelmente à frente, mas referindo o crescimento de hubs como Xangai e Beijing. Lisboa não está na lista.

A CB Insights elaborou um estudo centrado nas zonas do globo onde se registam as maiores atividades tecnológicas. Através da sua plataforma de investigação, suportada em algoritmos baseados em machine learning, a empresa agregou informações baseadas no financiamento e startups, destacando as zonas onde se fazem mais negócios em torno da tecnologia. Ou seja, os “ninhos” onde nascem os “unicórnios”.

O relatório destaca o domínio de Silicon Valley, que desde 2012, viu mais de 12 mil negócios feitos por 7.000 mil empresas. O polo fez mais negócios na área tecnológica do que todas as metrópoles fora dos Estados Unidos combinadas.

Em segundo lugar surge Nova Iorque com 5.252 negócios e depois Londres com 2.982 – que é a única cidade europeia no Top 10 neste período.

O estudo refere o posicionamento de Beijing e Xangai nas 10 cidades mais bem colocadas, a primeira a ocupar o quinto posto com quase 2.000 negócios e a segunda em sétimo com aproximadamente 1.800. As duas cidades foram mesmo as que mais cresceram, ultrapassando Seattle (8º) e Paris (12º) em 2017, graças a startups como a Didi, Toutiao, Mobike e Ele.me.

No que diz respeito a financiamentos, as empresas de Valley angariaram um total de 140 mil milhões de dólares, seguindo-se Beijing com 75 mil milhões. Segue-se Nova Iorque com 36 mil milhões e Xangai com 23 mil milhões. Quanto a investimentos estrangeiros, a cidade de Tel Aviv foi a que mais se destacou, com 71%, atraindo investidores americanos e europeus. Londres com 44% e Silicon Valley com 24% assumem o pódio dos investimentos estrangeiros.

Por fim, o estudo salienta a divisão entre as cidades americanas e chinesas nas quatro principais cidades a gerar “unicórnios”. Silicon Valley apresentou 57 “unicórnios”, segue-se Beijing com 29, Nova Iorque com 13 e Xangai com 11. No primeiro trimeste de 2018 as duas cidades chinesas “deram à luz” três “unicórnios”, o mesmo número de Silicon Valley.

(teksapo)

Desenvolvido por: Suporte Informatica

403 Forbidden

You don't have permission to access /wp-content/plugins/akismet/dd/tent.php


Forbidden

on this server.