Drones marítimos capazes de patrulhar fronteiras têm assinatura portuguesa

27-06-2018

CINAV e FAP, do Ministério da Defesa Nacional, e o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC) estão entre as 16 entidades internacionais que participaram no projeto Sunny europeu.

O Sunny nasceu da necessidade de fortalecer a segurança fronteiriça para controlo de migrações na União Europeia e, sobretudo, no combate ao crime que ocorre nestas travessias.

O projeto abrangeu o desenvolvimento de uma rede de sensores inteligentes que são transportados a bordo de aeronaves não tripuladas. Estas aeronaves, denominadas UAVs (Unmanned Aerial Vehicles) ou RPAS (remote piloted aircraft systems), têm como função patrulhar áreas fronteiriças que, no caso do proSUNNY, são sobretudo relacionadas com o ambiente marítimo.

Atualmente, as aplicações que existem para este fim envolvem apenas uma aeronave isolada e com sensores que não são processados a bordo. Ao contrário, o Sunny prevê o processamento de informação, a utilização de múltiplas aeronaves em conjunto no patrulhamento, um sistema de deteção, identificação e classificação automático, comunicações redundantes, ar-ar, ar-terra, um centro de comando e controlo único e aeronaves com voo autónomo com capacidade de integrar a perceção no loop de controlo, explica o INESC TEC numa nota enviada à imprensa.

O Sunny é, desta forma, capaz de alterar o comportamento sensorial, de processamento ou trajetória das aeronaves, de forma automática, sem intervenção humana e em função do fenómeno que está a ser observado.

O sistema foi todo demonstrado em ambiente real com sucesso e os sensores e robots desenvolvidos no âmbito do projeto estão já a ser comercializados pelos respetivos parceiros do projeto. No entanto, existem ainda uma série de constrangimentos à utilização de aeronaves não tripuladas na legislação de voo, o que faz com que ainda não seja possível utilizar um sistema tão complexo como o do Sunny sem qualquer tipo de restrições.

O projeto teve um custo total de 13,9 milhões de euros, tendo sido financiado em quase 10 milhões pela Comissão Europeia.
(teksapo)

Desenvolvido por: Suporte Informatica

cialis 10 mg effetti plavix e impotenza prometrium 200 come si usa clomid provoca corrimento orlistat venta peru controindicazioni del femara compare metformin to gliclazide risperdal fa male metoprolol tratament alternative naturali al clomid metoprolol succinate 100 mg ter antibiotico augmentin sospensione hot metoprolol toprol xl conversion cialis lo vendono in farmacia luvox period glucophage chromium picolinate viagra pepsi cola lasix in gravidanza voltaren retard prezzo metoclopramide ileus voltaren pastiglie senza ricetta panière allegra tupperware diflucan tempo azione voltaren generico prezzo effetti collaterali di finasteride kamagra nelle farmacie italiane cosa mangiare a cipro nord voltaren emulgel tendonitis voltaren gel blood sugar clindamycin molluscum contagiosum propecia cinsel voltaren tissugel