Sucessor do Google Glass pode regressar em 2018 com processador da Qualcomm e rastreamento ocular

12-05-2018

Com as recentes informações a respeito dos novos processadores Snapdragon 3100 da Qualcomm, a sua utilidade para o mercado de dispositivos wereable começam a surgir cada vez mais. Depois de ser apontado como o potencial chipset do relógio inteligente da Google, novas informações surgem agora indicando que a marca pode estar a desenvolver o sucessor do Google Glass!

A ideia é que o 3100 (ou alguma outra variante) possa utilizar o circuito integrado Blackghost para que o óculos esteja sempre alerta para quando o utilizador acionar o comando de voz e o ativar. A novidade deve ser vista também no relógio da Google, mas a diferença aqui é que o Snapdragon 3100 deverá contar com a função de “Augmented Reality Glasses“, ou Óculos de Realidade Aumentada.

Entre os grandes destaques do chipset da Qualcomm estará a funcionalidade de rastreio ocular, podendo descobrir para onde o olho do utilizador está a olhar e com isso poder adotar uma interface baseada em menos gestos com os dedos e mais dinâmica e natural.

É possível que tenhamos uma segunda geração do Google Glass. Mas é importante considerarmos tudo isso como rumores!

Graças ao crescente desenvolvimento de aplicações e interfaces voltadas completamente para a realidade aumentada, o Google Glass tem um maior potencial de voltar ao mercado como um produto de sucesso. E com a ajuda da Qualcomm, o desenvolvimento pode ser o que a Google gostaria de ter alcançado em 2012.

O rumor sobre o regresso dos óculos da Google não é novidade. Mas agora ele estará maior devido ao Snapdragon 3100: processador voltado para dispositivos wereable, smartwatches e outras aplicações de acessórios que ampliem as suas funcionalidades básicas com ajuda da tecnologia.
(droidlab)

Desenvolvido por: Suporte Informatica