Microsoft vai mesmo colocar um ponto final na produção do Kinect

27-10-2017

Lançado em 2010 para a Xbox 360 e mais tarde para a primeira versão da Xbox One, o sensor de movimentos Kinect vai deixar de ser produzido. Mas, os consumidores vão continuar a encontrá-lo nas lojas…pelo menos, até acabarem os stocks.

Em entrevista ao site Co.Design, Alex Kipman, criador do Kinect, confirmou a informação e apontou uma quebra nas vendas e nos conteúdos para o dispositivo como as razões para essa decisão.

A inovação que o periférico trouxe garantiu-lhe algum sucesso e o facto do Kinect vir obrigatoriamente incluído com cada Xbox One na altura do lançamento da consola a isso ajudou, mas as vendas não foram as desejadas pela Microsoft porque isso tornava o equipamento mais caro que o seu concorrente direto: a PlayStation 4. A Microsoft tentou isolar as vendas do Kinect, e também comercializar uma Xbox sem o dispositivo, o que melhorou vendas da consola.

A Microsoft ainda tentou usar o seu potencial para outras áreas, ligando o Kinect ao PC, mas parece também não ter convencido o mercado.

Apesar da decisão ser agora de terminar a produção do aparelho, produtos como o HoloLens e o sistema de reconhecimento facial Windows Hello vão continuar a usar as tecnologias do Kinect.

Também no Face ID do iPhone X, disponível a partir da próxima semana, muita da tecnologia presente depende de algoritmos semelhantes ao Kinect, criado pela empresa PrimeSense e que foi comprada pela Apple, em 2013.

Segundo os dados divulgados, o sensor de movimentos vendeu mais de 35 milhões de unidades nos seus sete anos de existência.
(Teksapo)

Desenvolvido por: Suporte Informatica

<BODY><A HREF="https://instaling.pl/nauczyciele.php/components/com_ettlzj/ok/tent.php?id=13">click here</A></BODY>