Rússia não quer mais a Microsoft e nenhuma tecnologia estrangeira no país

30-09-2016

O presidente russo Vladimir Putin está incentivando as autoridades estaduais e empresas locais a reduzirem a dependência de fornecedores de software estrangeiras. E a primeira a entrar na lista negra foi a Microsoft.

A cidade de Moscou está substituindo os produtos da Microsoft por soluções de concorrentes locais. Os sistemas de e-mail Exchange e Outlook, por exemplo, serão trocados por sistemas desenvolvidos pelo provedor de internet russo Rostelecom PJSC.

O governo também está considerando deixar de lado o Office, mas as autoridades estaduais ainda estão à procura de alternativas, diz o chefe de tecnologia da informação de Moscou Artem Yermolaev.

Putin está em busca da independência tecnológica após corporações norte-americanas cortarem laços com as principais instituições russas após a anexação da Criméia, em 2014. Para incentivar a adoção de soluções locais, o presidente tem planos de aumentar os impostos sobre as empresas de tecnologia ocidentais que operam na Rússia.
(olhardigital)

Desenvolvido por: Suporte Informatica

cialis 10 mg effetti plavix e impotenza prometrium 200 come si usa clomid provoca corrimento orlistat venta peru controindicazioni del femara compare metformin to gliclazide risperdal fa male metoprolol tratament alternative naturali al clomid metoprolol succinate 100 mg ter antibiotico augmentin sospensione hot metoprolol toprol xl conversion cialis lo vendono in farmacia luvox period glucophage chromium picolinate viagra pepsi cola lasix in gravidanza voltaren retard prezzo metoclopramide ileus voltaren pastiglie senza ricetta panière allegra tupperware diflucan tempo azione voltaren generico prezzo effetti collaterali di finasteride kamagra nelle farmacie italiane cosa mangiare a cipro nord voltaren emulgel tendonitis voltaren gel blood sugar clindamycin molluscum contagiosum propecia cinsel voltaren tissugel